Regulamento

 
 Artigo 1º
OBJECTO

1. O Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna (ISCPSI), em parceria com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e diversas entidades, promove e organiza a 14ª Corrida de Solidariedade ISCPSI-APAV.

2. A prova realiza-se no dia 26 de Março de 2017, pelas 10H00, com partida na Rua 1º de Maio, frente ao ISCPSI, e chegada na Praça do Império (lado sul), num percurso aferido oficialmente pela Federação Portuguesa de Atletismo – Comissão Nacional de Estrada e Corta Mato.

 

Artigo 2º
DISPOSIÇÕES GERAIS

A 14ª Corrida de Solidariedade ISCPSI-APAV desenvolve-se no âmbito de um Projecto‑escola do ISCPSI, visando fomentar actividades de apoio a causas sociais e/ou de angariação de fundos para instituições de solidariedade social, num regime de total voluntarismo, potenciando o combate à exclusão.

 

Artigo 3º
ÂMBITO

Pretende-se com a implementação da presente corrida:

a) Angariar fundos, que reverterão, na sua totalidade, para a APAV, sedeada em Lisboa, que promove e contribui para a informação, protecção e apoio dos cidadãos vítimas de infracções penais;

b) Promover a divulgação do ISCPSI e da Polícia de Segurança Pública (PSP), enquanto elementos activos da sociedade que visam, em cada momento, garantir a ordem e tranquilidade públicas e o bem-estar dos cidadãos;

c) Incentivar e promover o desenvolvimento da prática desportiva em geral e, em especial, do atletismo;

d) Interagir com a população;

e) Contribuir para uma sociedade que se deseja, cada vez mais, justa.

 

Artigo 4º
ORGANIZAÇÃO

A organização compete aos Cadetes-alunos que fazem parte do grupo de trabalho do Projecto-Escola, coordenado por Oficiais de Polícia do Corpo de Alunos do ISCPSI.

 

Artigo 5º
PERCURSOS

1. Consiste numa prova de atletismo, com um percurso de 10 km, aberta a todos os participantes federados e não federados.

2. Consiste, em simultâneo, numa marcha de aproximadamente 3,5 km, com a denominação de “Marcha das Famílias”, similarmente aberta a todos os participantes, sem qualquer carácter competitivo.

 

Artigo 6º
PARTICIPAÇÃO

1. As inscrições para a corrida estão abertas a todos os interessados, sem distinção de idade, nacionalidade ou sexo. De salientar que a participação é feita mediante inscrição para todas as pessoas, independentemente da idade.

2. A idade mínima de participação para a prova de 10 km é de 18 anos.  

3. Os menores de 14 anos têm de ser acompanhados por um responsável, só podendo participar na “Marcha das Famílias”. Se não forem inscritos não beneficiam da cláusula prevista no n.º 6 do artigo 8.º do presente regulamento. 

 

Artigo 7º
ESCALÕES

1. A prova de atletismo não contempla escalões etários. Assim, os atletas participantes na mesma serão classificados apenas de acordo com a classificação geral masculino e feminino para efeitos de atribuição de prémios.

 

Artigo 8º
INSCRIÇÃO

1. No evento as inscrições estão limitadas a 2500 participantes.

2. Os interessados deverão efectuar a inscrição através:

a) Do site www.weventual.com;

b) Do link disponível para recolha de inscrições no site e no Facebook da Corrida de Solidariedade ISCPSI/APAV.

3. A cada inscrição corresponde o pagamento de uma taxa mínima fixada em 8€, sendo que existe a possibilidade de ocorrerem diferentes fases, em que os preços serão 9€ e 10€. 

4. O prazo de aceitação das inscrições online termina às 23h59 do dia 20 de Março de 2016. 

5. As inscrições válidas permitem aos participantes usufruir de abastecimento sólido e líquido, apoio logístico, seguro de acidentes pessoais, primeiros socorros e lembranças que venham a ser disponibilizadas.

6. O prazo de inscrição é passível de alteração, conforme necessidades verificadas.

 

Artigo 9º
ATRIBUIÇÃO DE DORSAIS

1. Será atribuído a cada atleta um dorsal identificativo, por ordem de inscrição e que o habilita à participação no evento.

2. Os atletas que se inscrevem na corrida recebem, igualmente, um chip que ditará, no dia da prova, a sua classificação.

3. O levantamento dos dorsais decorre nos períodos e locais a publicitar.

 

Artigo 10º
CLASSIFICAÇÃO E CONTROLO

1. Na prova de cariz competitivo (corrida de 10 km), a ordem de classificação é atribuída mediante o tempo de chegada e posição na respectiva categoria, de acordo com a informação dada pelo chip.

2. Ao longo do percurso serão fixados e devidamente identificados pontos de controlo à passagem dos atletas.   

 

Artigo 11º
DESQUALIFICAÇÕES

1. Os membros da Organização estão habilitados para retirar de prova qualquer atleta que:

a) Manifeste mau estado físico;

b) Não cumpra a passagem pelos pontos de controlo;

c) Não complete o percurso;

d) Não possua dorsal ou não o apresente de forma visível e legível;

e) Esteja a correr com o dorsal de outro atleta;

f) Manifeste comportamento anti-desportivo;

g) Participando na corrida, não faça uso do chip distribuído.

2. O serviço médico da competição está igualmente habilitado para retirar da prova qualquer atleta que reúna os pressupostos da al. a).

 

Artigo 12º
Prémios

1. São atribuídos prémios não pecuniários aos:

a) Cinco primeiros classificados masculinos da geral e cinco primeiros classificados femininos da geral;

b) Melhor classificado pertencente aos quadros da Polícia de Segurança Pública (masculino e feminino), devidamente inscrito nessa categoria.

2. São atribuídos prémios não pecuniários ao:

a) Melhor classificado do ISCPSI (masculino e feminino), devidamente inscrito nessa categoria;

b) Melhor classificado da APAV, devidamente inscrito nessa categoria;

c) Ao grupo mais numeroso validamente inscrito; 

d) O prémio referido na alínea anterior aplica-se ao grupo com maior número de elementos inscritos, mas apenas abrange até a um máximo de cinquenta elementos desse grupo. Caso haja mais do que um grupo a inscrever cinquenta ou mais elementos, o prémio é entregue ao grupo que procedeu à inscrição, validamente, em primeiro lugar.

3. Em caso de coincidência do 1º lugar de uma categoria específica com o 1º lugar da classificação geral, o prémio que prevalece é o da geral, sendo que o prémio da categoria específica é atribuído ao atleta com a melhor classificação seguinte nessa mesma categoria.

4. Serão atribuídas lembranças a todos os atletas que terminarem a prova.

5. Todos os prémios serão entregues no final da prova.

 

Artigo 13º
CONTROLO DOS ATLETAS PREMIADOS

1. A Organização reserva-se no direito de solicitar documento de identificação pessoal aos dez primeiros atletas classificados de acordo com o predisposto no artigo 7.º do presente Regulamento, para procederem ao levantamento do prémio correspondente:

a) No próprio dia, junto da mesa da organização;

b) No prazo de 5 dias, junto das Instalações do ISCPSI. 

2. O incumprimento do prazo previsto na alínea b) do número anterior culmina na perda do direito aos prémios. 

3. São igualmente aplicáveis os requisitos do número anterior:

a) Aos atletas (masculino e feminino) dos quadros da PSP, do ISCPSI e da APAV classificados em primeiro lugar, desde que acompanhados do documento de identificação profissional ou pessoal.

4. Os casos previstos no nº1 e nº3 do presente artigo determinam a retenção do prémio junto da organização, até decisão final, sendo que a sua não atribuição reverte a favor da APAV.

 

Artigo 14º
SEGURO

1. A Prova de Atletismo é coberta por Seguro de Responsabilidade Civil e Acidentes Pessoais através de Apólice celebrada nos termos da legislação aplicável;

2. A organização não se responsabiliza por qualquer acidente, ou danos sofridos por atletas que não estejam devidamente inscritos;

3. A responsabilidade da participação no evento pertence aos atletas. No momento da sua inscrição, o atleta / participante, declara encontrar-se física e psicologicamente apto para o esforço inerente à prova em que participará.

4. Qualquer acidente ocorrido deverá ser imediatamente comunicado à organização da prova, no mais curto prazo de tempo.

 

Artigo 15º
APOIO TÉCNICO

A Organização colocará, durante a prova, ao dispor dos participantes:

a) Elementos identificados para quaisquer esclarecimentos e/ou auxilio.

b) Abastecimento líquido;

c) Ambulância;

d) Carro vassoura.

 

Artigo 16º
OUTRAS INFORMAÇÕES

1. O percurso estará delimitado com fitas, placards, barreiras e por elementos da organização.

2. Todos os casos omissos serão resolvidos em conformidade com o Regulamento da Federação Portuguesa de Atletismo.

3. Os resultados são, com oportunidade, publicados, no site da Corrida e na página do Facebook.

 

Artigo 17º
DISPOSIÇÕES FINAIS

1. Todos os participantes, pelo facto de tomarem parte na corrida, aceitam o presente regulamento.
2. A organização reserva-se no direito de decidir todos os casos omissos que podem surgir, dentro dos regulamentos da Federação Portuguesa de Atletismo.